Notícias

Artista plástico patoense agradece, em vídeo, reconhecimento de seu trabalho aprovado através de lei pala câmara de Patos-PB

O artista plástico patoense Manoel Perigo Neto, radicado há vários anos no estado do Rio Grande do Norte, gravou um vídeo direto da capital potiguar agradecendo a iniciativa da Câmara Municipal de Patos-PB, pela aprovação do Projeto de Lei Nº 126/2021, de autoria da vereadora Tide Eduardo (PSL), presidente da casa, que torna Patrimônio Cultural e Imaterial no município, as obras pintadas por ele em painéis na antiga rodoviária da cidade, no ano de 1972. “Minha gratidão a presidente Tide Eduardo e os demais vereadores por esse reconhecimento. ”, publicou o artista plástico. “Elas foram pintadas ainda na gestão do então prefeito Olavo Nóbrega e, em 1980, ele foi convidado pra fazer um trabalho de restauração. Resta-nos preservar essa relevante memória cultural de nossa cidade. ”, justificou a vereadora Tide Eduardo, durante defesa do PL na Sessão Ordinária desta quinta-feira, dia 27 de agosto, quando foi aprovado por unanimidade.

Os vereadores Jamerson Ferreira (PL) e Zé Gonçalves (PT) parabenizaram a presidente pela inciativa. “Um dos projetos que gostaria de ter apresentado, mas sinto-me contemplado pela sua proposta presidente. ”, revelou Ferreira. “Parabenizo a vereadora Tide por essa iniciativa de preservação desse patrimônio cultural de Perigo Neto que considero extraordinário. ”, complementou Gonçalves.

Por sua vez, a vereadora agradeceu aos pares pelo reconhecimento unanime da relevância cultural que trata a matéria. “Sou grata pela anuência dos meus colegas. A cidade de Patos é quem mais ganha com esse reconhecimento. ”, exprimiu a presidente da mesa diretora da casa.

Perigo Neto

Manoel Perigo Neto nasceu em Patos-PB no dia 04 de novembro de 1950. Filho de seu José Ozias de Araújo e Dona Severina Perigo, começou a pintar ainda no período de estudante no antigo Ginásio Diocesano e Colégio Estadual. (Pags. 422 a 427 do livro Patos de Todos os tempos, do jornalista Damião Lucena).

A matéria agora segue para sanção do prefeito Nabor Wanderley.

« Voltar