Notícias

Câmara aprova PL que proíbe uso de cigarros eletrônicos em locais fechados

A Câmara Municipal de Patos-PB aprovou na Sessão Ordinária desta terça-feira (26), em 2ª e última votação, o Projeto de Lei Nº 015/2022, de autoria do vereador Marco Cesar (PSC), que torna proibido o uso de cigarros eletrônicos em ambientes fechados, públicos e privados, em todo território municipal. “O cigarro eletrônico é tão prejudicial quanto os cigarros comuns que usam o tabaco como matéria prima. Tanto pra quem fuma quanto pra quem está próximo de quem fuma, pois os malefícios atingem, também, os chamados fumantes passivos. ”, argumenta o edil, ressaltando sua preocupação com saúde, principalmente, das pessoas mais jovens. “Esses jovens são induzidos pelos fabricantes a usarem [cada vez mais cedo] o cigarro eletrônico, sugerindo ser uma alternativa ao uso do cigarro convencional, passando a falsa sensação de que esse produto não contém as substâncias cancerígenas encontradas no tabaco e, portanto, seguro. No entanto, os altos níveis de nicotina encontrados neles causam dependência e a inalação das substâncias de aromas e sabores liberadas juntas com a fumaça, acarretam uma série de doenças.”, explicou o parlamentar.

A matéria recebeu o total apoio dos pares. A vereadora, enfermeira e acadêmica de medicina, Nadir Rodrigues (Republicanos) parabenizou o colega Marco Cesar pela iniciativa. “O cigarro oferece sérios riscos à saúde da pessoa e é importante ressaltar que o fumante é vítima, pois não é fácil largar o vício. E você Marco, foi muito feliz quando fez essa observação do objetivo dos fabricantes de cigarros, que ao longo dos anos vem perdendo mercado do cigarro comum em todo o mundo e, como alternativa, apresenta o cigarro eletrônico mirando o público jovem. ”, comentou a parlamentar.

Quem também elogiou a iniciativa de Marco Cesar foi o colega Ítalo Gomes, do Republicanos. “Quão importante é poder votar em projetos tão atualizados com a realidade de população. ”, observou Gomes. “O ideal seria se nós pudéssemos legislar no sentido de proibir definitivamente a venda desse produto que só trazem malefícios pra juventude e a população em geral. ”, pontuou o edil que é bacharel em direito. Após sua aprovação em duas votações, a matéria agora segue para a sanção do Chefe do Executivo.

Cigarros eletrônicos

Com uma aparência moderna e com gostos disfarçados por uma infinidade de sabores e aromas, eles passam a ideia de serem inofensivos à saúde. Basta acessar as redes sociais para ver homens e mulheres jovens consumindo os vaporizadores. A “fumaça” densa também é comumente percebida nas rodas de amigos em bares, restaurantes ou até mesmo na praia.

O que muitos não sabem, ou ignoram, é que, apesar de parecerem uma boa alternativa e serem socialmente aceitos, os Dispositivos Eletrônicos para Fumar (DEFs) são tão danosos quanto o cigarro convencional. A comercialização, importação e propaganda daqueles são proibidas no Brasil.

A pneumologista e coordenadora do Programa de Controle do Tabagismo do Hospital de Messejana Dr. Carlos Alberto Studart Gomes (HM), Penha Uchoa, há mais de 20 anos ajuda pessoas a largarem o vício do tabagismo. Ela explica mitos e verdades sobre os cigarros eletrônicos e orienta sobre os riscos à saúde.

De acordo com a pneumologista, os cigarros eletrônicos são maléficos à saúde e não são seguros. Não há registros sobre os tipos de substâncias e as concentrações que estão presentes nos cartuchos, por exemplo. Os Dispositivos Eletrônicos para Fumar possuem substâncias tóxicas além da nicotina e podem causar doenças respiratórias.

Em 2019, o surto de uma síndrome gripal que evoluiu para uma insuficiência respiratória aguda foi registrada entre jovens de vários estados americanos. A grave e misteriosa doença pulmonar estava ligada ao uso de cigarros eletrônicos. “Nós, profissionais de saúde, precisamos chamar atenção desses jovens que estão procurando o cigarro eletrônico com a crença de que ele seja menos danoso. E não é.”, alerta a pneumologista Penha Uchoa, em uma matéria publicada na página de saúde do site institucional do governo do estado do Ceará, cujo link e: https://www.ceara.gov.br

CM

« Voltar